Audiência com homicidas é marcada por participação popular

Matéria publicada em: 27/02/2013 às 17:53

pesão no cartorio 1Prestou depoimento na tarde desta terça-feira, (26),  no fórum Juiz Alberto Veras em José de Freitas, o detento Francisco de Assis, conhecido por  “Pesão” acusado de ser o autor da morte de José Luiz Teixeira Filho o “Zé da Tunica” ocorrido no dia 17 de novembro dentro do Hospital municipal Nossa Senhora do Livramento.

Pesão se encontra preso no presidio estadual Irmão Guido em Teresina, e veio escoltado pelo GEO, grupo especial de operações da policia prisional do Piauí. Na audiência o acusado estava acompanhado do seu advogado de defesa Ezequiel Miranda Dias e foi interrogado pelo o juiz da comarca local Dr. Lirton Nogueira Santos, que estava auxiliado pelo promotor Écio Oto representante do Mistério Público.

<Durante o interrogatório, foram ouvidas também quatro testemunhas citadas no processo do homicídio. O defensor do acusado, Ezequiel Miranda Dias entrou com um pedido de relaxamento da prisão do seu constituinte mais foi negado pela justiça.

<Também foi ouvido pelo o magistrado o jovens Carlos André, acusado de assassinar o desempregado Edivaldo Junior Muniz  (Panzilão) crime ocorrido no dia 05 de dezembro de 2011 no centro de José de Freitas e Fabrício Alves da Silva vulgo “Dirrinha” acusado de matar o eletricista Carlos Augusto Nonato dos Santos, crime ocorrido no dia 04 setembro do mesmo ano.

<Familiares e amigos dos acusados e também das vitimas, lotaram as dependências do fórum, onde acompanharam os depoimentos dos envolvidos. A segurança foi feita pela policia militar da 3ª Cia de José de Freitas. “Pesão” e “Dirrinha” foram conduzidos novamente para penitenciaria Irmão Guido onde se encontram presos. Carlos André responde o processo em liberdade e foi liberado após prestar depoimento.

< <Pesão no cartorio 6 pesão no cartorio 7 pesão no cartorio 8 pesão no cartorio 9 pesão no cartorio 10Por Chagas Silva 

Comentar no Facebook

2 comentários adicionados em “Audiência com homicidas é marcada por participação popular”

  1. IDA Disse:

    DIANTE DE UM SER HUMANO, DEITADO EM UMA CAMA DE UM HOSPITAL IGUAL AO O DE JOSÉ DE FREITAS A ONDE O ATENDIMENTO É PESSIMO. E AINDA ESFAQUIA-LO, É MUITA CRUELDADE!

  2. MARIA MARIA Disse:

    Ninguém tem direito de tirar a vida de nenhum ser humano, não importa sua índole, seu comportamento.

Deixe seu comentário

José de Freitas Agora | Copyright © 2010-2012 | Todos os direitos reservados
  • Política de privacidade
  • Contato
  • by Paulo Kampus