Botafogo-PB vence o Náutico na Arena

Matéria publicada em: 31/01/2014 às 16:02

nauticoO Náutico foi surpreendido pelo Botafogo-PB em plena Arena Pernambuco na noite desta quinta, em partida válida pela quarta rodada da Copa do Nordeste. O Belo venceu por 1 a 0. As duas equipes voltam a se encontrar na próxima terça-feira (04), no Almeidão, em João Pessoa, em jogo remarcado da terceira rodada do Nordestão.

O Botafogo começou melhor e balançou as redes logo aos 03 minutos: o meia Lenilson subiu para aproveitar cobrança de escanteio da direita e mandou para o fundo do gol de Gideão. 1 a 0. Antes, os paraibanos pegam o l[ider do grupo D, Guarany de Sobral, no Almeidão, em João Pessoa, no domingo, mesmo dia do clássico Náutico x Sport na Arena Pernambuco.

Depois de abrir o placar, o Botafogo continuou apertando a marcação em cima do Timbu, dificultando a saída de bola. Nos minutos iniciais, o Náutico optava por uma postura mais recuada, cautelosa. Quando tentavam chegar, os donos da casa não mostravam objetividade. O Botafogo-PB continuava mostrando perigo e teve mais uma boa chance com Aidar, que cabeceou assustando Gideão aos 15 minutos.

A essa altura o Náutico já havia equilibrado o jogo, aproveitando espaços deixados pela marcação dos paraibanos. O Botafogo voltou a ter um bom momento com Frontini aos 25, mas o atacante bateu prensado com a zaga. Com mais volume de jogo, o Náutico buscava o empate a todo custo, inclusive nas bolas alçadas para a área. Em uma delas, Marinho cabeceou e Genivaldo defendeu junto ao poste direito. O lance seguinte foi polêmico: em ataque do Botafogo, Frontini invadiu a área e foi derrubado. Os paraibanos pediram pênalti mas apenas o escanteio foi assinalado. Depois deste lance e até o final da primeira etapa, os visitantes voltaram a crescer na partida.

O Náutico voltou do intervalo dominando as ações de ataque, fazendo levantamentos na área e dando trabalho para a defesa do time do Botafogo-PB. Aos 09, Marcelinho levou a torcida alvirrubra à loucura ao desarmar Everton e invadir a área, chutando por cima do gol cara a cara com o goleiro Genivaldo. Resposta do Belo aos 17: Lenilson recebeu na esquerda, cruzou na medida para Frontini e o atacante balançou as redes finalizando de cabeça, mas a arbitragem mostrou situação de impedimento no lance. Pouco depois, Zé Mário cobrou falta com o pé esquerdo da entrada da área e mandou perto do gol de Genivaldo.

Precisando do gol, o Náutico errava bastante na saída de bola e também nas chegadas ofensivas: Marinho desceu bem pela direita aos 29, mas na tentativa de cruzamento isolou a bola, para desespero do torcedor do Timbu. Pouco depois Genivaldo salvou o Belo ao afastar bom chute de Marinho. E foi só pressão alvirrubra: depois do 35 minutos uma série de cruzamentos efetuados pelo Timbu levou perigo ao time do Botafogo, exigindo trabalho do goleiro do Belo: Zé Mário cabeceou bem e exigiu que o “paredão” se esticasse todo para afastar a bola. Mas pressão não conseguiu se converter em gol e o Botafogo-PB levou para casa os três pontos. Final: 1 a 0 para o Belo.

(coronelpinheiro@gmail.com)

Comentar no Facebook

Deixe seu comentário

José de Freitas Agora | Copyright © 2010-2012 | Todos os direitos reservados
  • Política de privacidade
  • Contato
  • by Paulo Kampus