Diego Alves sofre fratura na clavícula, desfalca o Fla e pode passar por cirurgia

O goleiro Diego Alves sofreu uma fratura na clavícula na vitória do Flamengo por 2 a 1 sobre o Junior Barranquilla, nesta quinta-feira, no Maracanã, pela partida de ida da semifinal da Sul-Americana, e será avaliado para saber se precisará de cirurgia.

O Rubro-Negro não dá previsão de retorno, mas o tempo de recuperação em lesões parecidas com a de Diego Alves costuma ser de dois meses.

Imagem mostra local da lesão de Diego Alves (Foto: Infoesporte)Imagem mostra local da lesão de Diego Alves (Foto: Infoesporte)

Imagem mostra local da lesão de Diego Alves (Foto: Infoesporte)

Diego Alves foi substituído depois de se chocar com González aos 19 minutos do primeiro tempo. O goleiro ainda tentou permanecer em campo, mas teve de dar lugar a Muralha. Ele deixou o Maracanã e foi direto ao hospital realizar exame de imagem, que confirmou a fratura na clavícula.

No momento, o Flamengo tem três goleiros inscritos na competição: Diego Alves, Alex Muralha e Thiago. Com o último também lesionado, o clube terá que inscrever outro jogador da posição. Algo previsto pelo regulamento da Copa Sul-Americana em caso de contusão, em qualquer fase do torneio, segundo o artigo 10.8:

“Será permitida a substituição de um goleiro lesionado durante qualquer fase da disputa do torneio, uma vez que a gravidade da lesão seja comprovada e certificada pela Comissão Médica e pelas autoridades da Conmebol. Esta mudança será permanente.”

César, que poderia entrar no lugar de Diego Alves, estava na lista inicialmente e deixou de ser um dos inscritos na Sul-Americana. Por isso, não pode ser inscrito novamente. Thiago ainda se recupera de lesão, e Gabriel Batista é a possibilidade do Rubro-Negro para a vaga do titular.

Comentar no Facebook

PUBLICIDADE

VIDEOS REPORTAGENS

CURTA NOSSA PÁGINA