Facec

Dono de lava à jato é morto com tiro no peito e seu filho é baleado

Matéria publicada em: 15/01/2014 às 15:39

dono de lava jato é assassinadoO comerciante Raimundo Machado, dono do restaurante Caranguejo & Cia , disse que Francisco Piunga foi baleado no peito na oficina de lava à jato de sua propriedade, o Lava à Jato Gustavo, na rua Rotary Clube, no bairro Satélite, zona Leste de Teresina.

Segundo Raimundo Machado, Francisco Piunga estava trabalhando com o filho Duarte, que foi baleado na perna, quando chegaram dois rapazes atirando neles. “Francisco Piunga correu para um beco, que fica entre sua casa e a oficina, e depois correu para dentro do meu restaurante. Eu fiquei com medo por causa do barulho dos disparos e me abaixei na sinuca, para me proteger”, disse Raimundo Machado.

Ele contou ainda que, em seguida, Francisco Piunga voltou para o beco entre a casa e a oficina, desmaiou, sangrando muito, e depois foi levado para o Hospital Municipal do Satélite, que fica próximo ao local do crime. Foi socorrido, mas não sobreviveu.

Raimundo Machado disse que Duarte reagiu contra os pistoleiros, usando a arma do próprio pai. Foi baleado na perna e levado ao hospital e encaminhado para o HUT . O corpo de Francisco Piunga foi levado da enfermaria do Hospital do Satélite para o necrotério do estabelecimento hospitalar.

“Eu só ouvi os tiros. Quando fui olhar, o Pingua estava sangrando e desmaiado. Não cheguei a ver quem disparou os tiros. Só sei que ele era uma pessoa muito boa e gostava de ajudar os outros. Não tenho nada a declarar contra ele”, declarou Maria do Socorro Vieira Lima, que era vizinha da vítima.

A Polícia Militar está à procura das pessoas que atiraram contra o empresário e estão apurando se o crime foi provocado, ou não, por rixa ou vingança.

Comentar no Facebook

Deixe seu comentário

José de Freitas Agora | Copyright © 2010-2012 | Todos os direitos reservados
  • Política de privacidade
  • Contato
  • by Paulo Kampus