Em apenas um dia Prefeitura é cobrada em mais de 1.000.000 (um milhão reais)

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Prefeitura pequenaO município de José de Freitas vive momentos de quase inoperância em razão do comprometimento de suas finanças, o que impossibilita de realizar obras e bem melhor assistir seus munícipes garantindo uma melhor qualidade de vida a todos.

Somente neste dia 02/10/2013 a prefeitura municipal, por seu procurador,  participou de audiência no fórum local onde está sendo cobrada na justiça um montante que ultrapassa um milhão de reais, todo esse débito são oriundos da ex – administração que tinha à frente o Médico Ricardo Silva Camarço.

Estão sendo cobrados os seguintes valores e das seguintes pessoas e empresas:

 Maria Cruza, Maria de Fátima, Maria de Lourdes, Maria Francisca, Renata de Carvalho e Vera Lúcia alegam que foram nomeadas para cargos comissionados e juntas cobram o valor de R$ 29.009.33, os autores alegam que trabalharam nos anos de 2011 e 2012 e não receberam seus vencimentos na integralidade;

Camila Sampaio, Francisca das Chagas, Francisca Roberta, Josilene da Silva e Luzia Ferreira, afirmam que foram nomeadas para cargo em comissão e juntas cobram o valor de R$ 24.966,33 referentes s vencimentos entre outubro de 2010 e dezembro de 2012;

Domingos Narcizo, Francisco de Assis, José Francisco e Wagner Vasconcelos alegam em juízo que foram nomeados para cargo em comissão e reclamam verbas trabalhistas em atraso referente a alguns meses de 2011 e 2012 no valor de R$ 25.460,50;

Ivoneide Maria Araújo Matos, por seu advogado, alega que foi nomeada para o cargo de Diretora do Departamento de Governo em abril de 2011 e cobra o valor de R$ 13.331,10;

A empresa APLICAR – Serviços Especializados de pesquisa e Tecnologia, por seu procurador, cobra do município o valor de mais de R$ 300,000,00 referente a serviços não pagos pelo município no período entre 2011 e 2012;

A empresa MGM – serviços de locação de mão de obra e transporte, cobra na justiça o valor de R$ 761.306,65, referentes a alguns meses de 2011 e 2012.

A defesa do município, em sede de contestação requereu a intimação do Sr. Diógenes Sampaio Pinto, para que apresente em juízo, as folhas de pagamentos do exercício de 2012, objetivando comprovar ou não, o pagamento de salários das Requerentes, já que na época exercia o cargo de Superintendente de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal.

Por Paulo Campos

Comentar no Facebook

PUBLICIDADE

VIDEOS REPORTAGENS

CURTA NOSSA PÁGINA