Em discurso na Assembleia, Eduardo Campos ataca: “NE não é só urnas”

Matéria publicada em: 23/10/2013 às 01:44

Em seu discurso, o governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) fez duras críticas ao governo federal sobre o Nordeste. Segundo ele, os estados nordestinos não podem viver só de migalhas e só somos lembrados no período eleitoral.

Raoni Barbosa/Cidadeverde.com
“O Nordeste se uniu e não está atrás de migalhas e favores. Não somos só urnas para estar votando. Somos gente de carne e osso, temos sentimentos e sonhos”, disse o governador que foi recebido na Assembleia Legislativa em clima de campanha com palavras de ordens dos militantes: “Brasil pra frente, Eduardo Presidente”.
Campos reforçou ainda a crítica ao governo federal: “Não podemos ser vistos como região só de celeiros de votos. Não podemos ser vistos só como a região de investimentos, sem ter articulação, não podemos ser vistos como palco de políticas sociais por mais importantes que elas sejam”.
Fotos: Yala Sena
Ele afirmou ainda que será um soldado na luta em defesa de projetos para o Piauí.
Eduardo Campos também destacou que “não há tempo para discutir palanques” e que vai lutar contra a “polaridade clássica” da política brasileira.
“Ainda há muito a ser feito para reduzir os desequilíbrios sociais e econômicos. Nós, do Norte, precisamos renovar a política. O pacto que está aí não vai nos ajudar. Precisamos começar pela parte mais vulnerável do país. Não há temos para discutir palanques, temos que aprofundar o programa e discutir as ideias para só então definir os caminhos para 2014”, disse o governador de Pernambuco.
Yala Sena/Cidadeverde.com
O governador de Pernambuco se disse feliz em receber a homenagem e prometeu dar atenção ao Estado. “Vou assumir compromissos no Piauí, a luta e os sonhos do povo daqui. Precisamos preservar as conquistas sociais, econômicas e democráticas do Brasil nos últimos anos. É bom para a democracia que a gente diga o que melhorou e o que não melhorou”, completou.
“Estou muito feliz de vir ao Piauí e receber este título, ao lado de tantos amigos que a vida foi me dando. Pessoas que estudaram comigo, que me ensinaram muito e que nos acompanharam em lutas políticas, companheiros de jornada no Congresso Nacional e enquanto governador. Estou muito feliz de poder receber este título, por poder assumir os compromissos com o Piauí, ser mais um filho do Piauí para ajudar na luta, nos sonhos deste Estado. Aonde eu estiver, o Piauí vai contar comigo”, destacou o governador.
Discurso de Wilson Martins
Durante discurso de entrega do Título de Cidadão Piauiense ao governador de Pernambuco, Wilson Martins (PSB), comparou Eduardo Campos ao presidente Juscelino Kubitschek, cujo governo foi marcado por grandes obras e pelo slogan “cinquenta anos em cinco”.
Foto: Evelin Santos/Cidadeverde.com
“O JK foi um jovem dinâmico, determinado, corajoso. Eduardo é assim. Tem história, tem passado, presente e quer construir um futuro seguro para o Brasil. Ele nos anima a levantar uma bandeira, tem um quê de JK. Fala alto quando precisa, sabe ser duro, mas também sabe ser humilde”, explicou o governador do Piauí.
Wilson também declarou que, apesar de Eduardo tê-lo “liberado” para as eleições de 2014, a decisão ainda não foi tomada. “Vamos discutir 14 em 14. Por enquanto vamos só articular, mas não há nada definido”, acrescentou.
Yala Sena/Cidadeverde.com
Eduardo Campos e Wilson Martins receberam um grupo de cadeirantes da Associação dos Deficientes Físicos e Associação dos Cadeirantes de Teresina. Eles solicitaram que o governador ampliasse as políticas públicas de Estado para os deficientes

Comentar no Facebook

2 comentários adicionados em “Em discurso na Assembleia, Eduardo Campos ataca: “NE não é só urnas””

  1. Francisco Saraiva Disse:

    Eduardo Campos esteve a mais de dez anos apoiando o governo do PT. Nunca fez uma crítica sobre o apoio do governo federal ao nordeste. Agora que é pre-candidato a presidente, descobre que o nordeste não teve ações do governo do PT. O problema do Nordeste não é o governo federal, é o atraso das nossas elites dirigentes municipais e estaduais, corruptas, que desvia recursos públicos, gastam mal o dinheiro do povo, com o objetivo de se perpetuar no poder e enrriquecer. Na mídia fica culpando o governo federal pelo atrazo do nordeste que eles mesmos são responsáveis. Quem não sabe das denuncias de desvio de recursos da saúde, educação, etc. toda hora noticiada nos diversos municipios e estados nordestinos. Cuidado urubus, um dia acarniça acorda…

  2. Francisco Saraiva Disse:

    Eduardo Campos em mais de dez anos apoiando o governo do PT, nunca fez uma crítica sobre o apoio do governo federal ao nordeste. Agora que é pre-candidato a presidente, descobre que o nordeste não teve ações do governo do PT. O problema do Nordeste não é o governo federal, é o atraso das nossas elites dirigentes municipais e estaduais, corruptas, que desvia recursos públicos, gastam mal o dinheiro do povo, com o objetivo de se perpetuar no poder e enrriquecer. Na mídia fica culpando o governo federal pelo atrazo do nordeste que eles mesmos são responsáveis. Quem não sabe das denuncias de desvio de recursos da saúde, educação, etc. toda hora noticiada nos diversos municipios e estados nordestinos. Cuidado urubus, um dia acarniça acorda…

Deixe seu comentário

José de Freitas Agora | Copyright © 2010-2012 | Todos os direitos reservados
  • Política de privacidade
  • Contato
  • by Paulo Kampus