Rocha Construções
Matéria publicada em: 09/10/2013 às 15:01

Homens representam 82,6% do total de vítimas de acidentes fatais ou graves

vida no transitoOs homens correspondem a 82,6% do total de vítimas de acidentes com vítimas fatais ou graves em Teresina. Os dados integram o relatório do Projeto Vida no Trânsito correspondente ao primeiro trimestre deste ano. Ainda segundo o relatório, de janeiro a março, foram computados 1.727 acidentes com vítimas, sendo 29 vítimas fatais e 166 feridos graves.

O percentual de vítimas fatais do sexo masculino é de 72,4%. As vítimas graves e fatais apresentam idade média de 32,5 anos, sendo que 50% tem idade menor que 30,5, anos.

Considerando as vítimas fatais, a média de idade foi de 37,7 anos, com idade mínima de 14 anos e máxima de 75 anos.

O relatório do Vida no Trânsito aponta ainda que considerando a população residente em Teresina, os óbitos correspondem a 3,5 para cada 100 mil habitantes e ainda 8,3% para cada 100 mil veículos, considerando a frota de 347.930 veículos.

No que diz respeito aos feridos graves, ocorreram 20 para cada 100 habitantes e 47,7 para cada 100 mil veículos.

Em relação a óbitos e feridos graves, tem-se uma razão de 23,5 e 56,0, respectivamente, para 100 mil habitantes e 100 mil veículos.

No que diz respeito ao meio de locomoção da vítima, os motociclistas representam 75,9%, seguido dos pedestres (10,8%).

acidente

O relatório mostra ainda que entre os fatores de risco estão indícios de bebida alcoólica ao dirigir e a ausência do uso do capacete para o grupo de motociclistas. Para os motociclistas com acidentes com vítimas fatais o fator de risco preponderante foi a ausência do uso do capacete (57,1%), seguido pelo fator indícios de ingestão de bebida alcoólica (28,6%).

O levantamento apontou ainda que, sábados, domingos e segundas-feiras são os dias da semana nos quais ocorrem mais acidentes com vítimas graves e fatais. Nesses dias, observou-se um maior número de acidentes durante a noite, entre 18h e 23h59. E no domingo, em particular, um grande número de acidentes pela manhã, no horário de 6h às 11h59.

De terça-feira a quinta-feira não se observou predomínio de acidentes nos turnos, apesar de a madrugada apresentar maior número de acidentes.

Os dados foram computados baseados nos dados da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran), do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (Bpre), e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A população de Teresina, considerada no estudo, foi de 830.231 habitantes e 347.930 veículos.

Com os dados, os órgãos que integram o projeto tem o objetivo de fazer um alerta à população sobre a importância de cuidados no trânsito. O projeto tem como meta estabilizar e reduzir o número de mortes e lesões decorrentes de acidentes de trânsito nos próximos 10 anos, com planos e compromissos dos quais Teresina é signatária, juntamente com outras cinco capitais.

Fonte: DETRAN/PI 

vida no transito

 

Comentar no Facebook

Deixe seu comentário

José de Freitas Agora | Copyright © 2010-2012 | Todos os direitos reservados
  • Política de privacidade
  • Contato
  • by Paulo Kampus