Rocha Construções

Jovem de dezenove anos vive abaixo da linha de pobreza em José de Freitas

Matéria publicada em: 01/06/2012 às 14:45

A família da senhora Maria de Fátima Alves da Silva, 19 anos, mãe de dois filhos, sendo um com apenas um mês de nascido, e outro, com dois anos de idade, estão morando em uma choupana em situação de miséria, ao lado da subestação da Eletrobrás em José de Freitas.

Maria de Fátima, que cursou apenas a 4ª série do Ensino Fundamental, reside no local em condições sub-humanas, em uma casa com teto e paredes de palha, sem água, sem energia e sem o mínimo dos serviços essenciais de saneamento básico.

A moradora reclama que o momento mais difícil é durante as noites, por conta da falta de energia elétrica e pela presença de insetos que incomoda e podem provocar doenças nas crianças, mas acrescenta que mesmo assim, é conformada no casebre que mora hoje.

Não tenho vergonha de viver nessas condições de pobreza, pois é melhor morar aqui do que no meio da rua onde já morei por duas vezes, e é porque aqui não temos onde fazer nossas necessidades fisiológicas, pois todas as vezes temos que ir para o mato”, falou a mãe de família.

Mesmo sem ser beneficiária do programa Bolsa Família, e se alimentando através de doações da população e de vizinhos, Maria de Fátima externou que seu maior sonho, é ter uma casa própria e sair das situações vexaminosas que passa com os filhos, principalmente quando chove, devido ao grande número de goteiras existes no seu casebre de palha.

O departamento do Serviço Social do Município foi procurado para falar sobre o assunto, mas a assistente social Ana Márcia, responsável pela área de habitação do município, não foi encontrada para dar explicações quanto ao caso.

Por Arymathéa Ferreira

Comentar no Facebook

8 comentários adicionados em “Jovem de dezenove anos vive abaixo da linha de pobreza em José de Freitas”

  1. charles mauricio Disse:

    todo mundo que leu essa materia ficou, chocado, triste e sofreu mas alguem pensou em ajuda-la procurou amigos pra se juntarem e fazerem alguma doação
    ou só leu e se manifestou apenas com palavras

  2. estudante Disse:

    Será q o poder publico de José de Freitas ñ vai tomar nenhuma providencia? Isso é uma vergonha para a nossa cidade.

  3. estudante Disse:

    Ari se o poder publico de J.F ñ tomar nenhuma providencia, vamos nos unir e fazer uma campanha para ajudar essa jovem e essas duas crianças q vivem em condições subhumanas. É muito triste essa situação.

  4. Areolino Cunha Disse:

    Que absurdo!. Onde anda a Assistência Social do nosso município? Por que não acomodar esta senhora e seus filhos em uma casa do Projeto Minha Casa Minha vida que o Município têm acesso? Ou não pior das hipóteses, alugar uma casa e pagar com o recurso do aluguel social? Está faltando o Município tomar as devidas providências.

  5. A.JOSE STR Disse:

    ENQUANTO PESSOAS QUE TEM CASA BOA,GANHANDO CASA NOS COJUNTO CONSTRUIDO PALA PREFEITURA E CAIXA E ESTAO VENDENO PORQUE NAO PRESISA DESSAS CASA E ESTA JOVENS ESTAR PRESSISANDO DE UMA MORADIA DIGNA PARA VIVER COM SEUS FILHOS:
    ISTO SENHORES E SENHORAS E O RETRATO DA MAL ADEMINISTRASÃO DE JOSE DE FREITAS. MAS ONTEM ESTAVAM LA O PT SE COLIGANDO COM ESTE MAL GESTOR QUE VERGONHA DONA FATIMA PINTO EU ACREDITA NA SENHORA

  6. Manoel Firmino Disse:

    se as autoridades de nosso municipio desse credibilidade aos Agentes de Saúde que são conhecedores de todos os problemas,tanto na zona urbana como na zona rural, iss não aconteceria em nosso municipio, o problema é não investir nestes proficionais em assistência sociais. estou em Goiânia mais estou acompanhando todas as notícias de nossa cidade. um Abraço à todos daí.

  7. Edilsonfernandes Disse:

    E muito triste eu conheço esse pessoal São

  8. Edilsonfernandes Disse:

    Vamos ter fé em deus em primeiro lugar porque os governantes parece que não sabem de nada mas na época das eleições lembram de pedir sempre um voto

Deixe seu comentário

José de Freitas Agora | Copyright © 2010-2012 | Todos os direitos reservados
  • Política de privacidade
  • Contato
  • by Paulo Kampus