Juiz determina soltura de assassino confesso de Iarla Lima

Na última sexta-feira (02), o juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Teresina, Antônio Reis de Jesus Nôlleto, decidiu pela soltura de José Ricardo da Silva neto, ex-tenente do Exército, que confessou ter matado a namorada Iarla Lima, estudante de arquitetura, de apenas 25 anos.

O acusado estava preso desde o dia 19 de junho de 2017, data do assassinato de Iarla, quando foi encontrado em seu condomínio, localizado na zona Leste de Teresina. A partir de agora, com a decisão do juiz, o rapaz está em liberdade condicional.

Com a liberdade condicional, José Ricardo não pode se ausentar temporariamente ou definitivamente da cidade que reside, sem autorização do juiz; deve comparecer a todos os atos do processo para os quais for intimado; comparecer mensalmente perante o juízo da Comarca de Recife, além de informar e justificar as suas atividades.

O rapaz também deve cumprir recolhimento domiciliar durante a noite, a partir das 20h e não se envolver em nenhum outro delito ou frequentar casas de eventos e boates.

Relembre o caso 

O ex-tenente do Exército, José Ricardo Silva Neto, de 23 anos, foi preso, no dia 19 de junho do ano passado, após matar a namorada Iarla Lima Barbosa, de 25  anos, e atingir com tiros outras duas garotas. O crime ocorreu após uma discussão no estabelecimento noturno Bendito Boteco.

Depois do ocorrido, José Ricardo foi para casa com a namorada morta dentro do seu carro, chegando lá, ele se trancou no apartamento até a chegada de uma equipe da Rone que fez sua prisão. José Ricardo e Iarla Lima namoravam a menos de um mês.

Comentar no Facebook

VIDEOS REPORTAGENS

CURTA NOSSA PÁGINA