O álcool atrapalha ou ajuda na transa?

Matéria publicada em: 31/10/2013 às 17:36

Bebida-Alcoolica-Hillux-300x225Existe um mito de que bebida alcoólica e sexo fazem uma boa dupla. Mas, na maioria das vezes, isso não passa de lenda. Em geral, acontece exatamente o contrário: beber demais atrapalha o desempenho sexual das pessoas. Vamos aos fatos. Doses baixas de álcool têm, inicialmente, efeito estimulante: a pessoa se sente mais desinibida, deixa de lado a timidez e consegue chegar mais em outras pessoas. Ou seja, o poder da “cantada” fica mais forte.

Mas não se engane, esse é um efeito transitório, que pode passar rapidamente se novas doses de bebida forem consumidas. A partir daí o álcool começa a mostrar sua verdadeira vocação: ele é um potente depressor do funcionamento do sistema nervoso central. Quem bebe demais pode ficar com reflexos lentos, voz arrastada, sonolência e comportamentos impróprios.

Na hora do sexo não podia ser diferente! Quem passa da conta fica sem capacidade adequada de avaliar situações. Assim, a pessoa facilmente pode levar “gato por lebre”, escolhendo parceiras com quem não ficaria normalmente. Além disso, fica mais difícil alcançar e manter uma ereção e o beberrão ainda pode passar horas sem conseguir chegar “lá”. Com as mulheres também há uma piora na resposta sexual: excitação, lubrificação, prazer e orgasmo ficam prejudicados. Isso sem contar que aumenta o risco de não usar camisinha e de não conseguir lembrar o que aconteceu na noite anterior…

Se, por um lado, a aproximação talvez fique mais fácil com o álcool, por outro, há uma chance muito maior de o desempenho sexual desapontar. E de que vale ter a(o) parceira(o) mais bonita(o) do mundo se, na hora H, não se consegue mostrar serviço?

* Médico psiquiatra e estudioso da sexualidade humana

Comentar no Facebook

Deixe seu comentário

José de Freitas Agora | Copyright © 2010-2012 | Todos os direitos reservados
  • Política de privacidade
  • Contato
  • by Paulo Kampus