OAB-PI emite nota de repúdio a mensagens racistas contra Miss Brasil

Matéria publicada em: 22/08/2017 às 08:39

Para a OAB, “tais ataques injustificáveis e inaceitáveis representam claramente injúria racial e fomentam a violência contra a mulher negra”.

A Comissão da Mulher Advogada da Ordem dos Advogados do Piauí (OAB-PI) emitiu na tarde desta terça-feira (22), nota de repúdio contra as manifestações que considerou racistas e preconceituosas contra a Miss Brasil 2017, a piauiense Monalysa Alcântara, eleita no último sábado, 19 de agosto.

Monalysa Alcântara, Miss Brasil 2017

A nota diz que Monalysa foi “aclamada como legítima representante da mulher piauiense e brasileira por seus atributos pessoais que não se limitam ao critério beleza, mas por sua inteligência, brasilidade registrada em sua fala íntegra de uma jovem mulher que luta pela igualdade e defesa dos direitos da mulher”.

A OAB-PI afirmou, ainda, que “tais ataques injustificáveis e inaceitáveis representam claramente injúria racial e fomentam a violência contra a mulher negra, afetando a todas as mulheres brasileiras, o que deve ser repudiado por toda a sociedade”, conclui a nota.

Nos últimos dias tem circulado na internet um print de uma conversa que comenta sobre o resultado do concurso. De acordo com a imagem, as mensagens são de autoria da advogada Rubenita Lessa. Para ela “não se trata mais de um concurso de beleza” e “esse resultado só mostra que estamos perdidos”. “Se for negra, magricela e tiver uma juba e falar discurso marxista ganhou o concurso de beleza”, diz a conversa.

Comentários de Rubenita Lessa

 

Rubenita Lessa publicou um vídeo em sua rede social nessa segunda-feira (21) afirmando que em nenhum momento falou que uma miss não pudesse ser negra e que o print que   está circulando está fora de contexto. “Eu não disse que a miss Piauí, atual miss Brasil é feia, eu jamais diria isso porque ela não é feia. Eu apenas disse que ela não poderia ter sido eleita porque outras candidatas cumpririam melhor esse papel no quesito beleza”, se defendeu.

Além das críticas da advogada piauiense, desde que foi eleita Miss Brasil, Monalysa vem sofrendo ataques racistas através das redes sociais.

Fonte: com informações de Viagora

Comentar no Facebook

Deixe seu comentário

José de Freitas Agora | Copyright © 2010-2012 | Todos os direitos reservados
  • Política de privacidade
  • Contato
  • by Paulo Kampus