Rodrigo Martins critica o ano do Congresso e aposta em JVC como governador em 2018

Sem atividade devido o recesso parlamentar o Congresso nacional foi alvo de críticas do deputado federal da oposição Rodrigo Martins (PSB/PI). Segundo o deputado piauiense o ano foi de pouca produtividade tanto na Câmara como o Senado.

Em entrevista tarde desta terça-feira (26) Martins ainda afirmou que o ano do Congresso foi marcado negativamente por conta de casos de corrupção e aprovação de medidas polêmicas propostas pelo governo federal.

Ano de 2017 foi marcado por uma série de denúncias de corrupção. Isso demonstra um distanciamento do Congresso nacional, tanto do Senado como da Câmara, com as pautas principais que vão de encontro com os interesses da população, criticou o deputado.

Acredito também que foi um ano de pouca atividade legislativa no plenário, onde inúmeras matérias poderiam ser votadas, ou melhor discutidas. Também avalio que foi um ano onde o governo pouco apresentou pautas positivas para a população brasileira; onde ele insistiu em alguns pontos polêmicos como a Reforma da Previdência, que foi pouco discutida, acrescentou Rodrigo.

Na entrevista Rodrigo Martins também deixou bem claro o nome que irá apoiar em 2018 para ocupar o posto de governador, trata-se do ex-senador João Vicente Claudino (PTB). “Acredito que ele vai ser o próximo governador do Estado”.

“A oposição está organizada. Temos um pré-candidato de dentro do governo, pelo menos o partido que ele pertence, que é o ex-senador João Vicente Claudino do PTB. Observamos diversas denúncias e o nome dele não está envolvido em qualquer tipo de esquema que veio à tona nos últimos anos. É uma pessoa preparada e acredito que ele vai ser o próximo governador do Estado”, finalizou Rodrigo Martins.

JVC garantiu voltar ao cenário político no próximo ano como pré-candidato ao governo do Estado.

Comentar no Facebook

PUBLICIDADE

VIDEOS REPORTAGENS

CURTA NOSSA PÁGINA